POST07_BLOG03_blog

Entenda a diferença do Backup Full x Diferencial e Incremental

O padrão PIXAR de distribuição de filmes animados é conhecido pela excelência e cuidados com os processos. O que muita gente não sabe é que Toy Story 2, uma das franquias de filmes de animação mais queridas da marca, quase não aconteceu por falta de um backup. Em 1998, quando o filme americano estava sendo produzido, um funcionário do estúdio digitou por engano um comando de exclusão na unidade onde os arquivos do filme estavam sendo armazenados. 90% dos arquivos da unidade foram excluídos permanentemente e o sistema de backup também falhou. Para sorte dos amantes da animação, o diretor técnico do filme mantinha cópias semanais de todos os arquivos do filme em sua casa e graças a isso a produção chegou aos cinemas.  

 

A experiência da PIXAR é uma ilustração perfeita de que eventos inesperados que podem fazer com que dados importantes sejam excluídos acidentalmente ou maliciosamente podem e vão acontecer. 

 

A maneira mais eficaz de proteger negócios digitalizados contra a perda de dados é implementar uma estratégia inteligente de backup. Seja completo, incremental ou diferencial, cada tipo de backup tem suas vantagens e desvantagens e é sobre isso que queremos falar. 

 

Um backup completo é exatamente o que o nome indica: uma cópia completa de todos os ativos de dados em uma única versão. Comumente, esse tipo de backup é realizado semanalmente ou quando há uma alteração significativa dos dados no disco, como uma atualização do sistema operacional ou instalação de softwares. Como é criada uma cópia completa de todos os dados num único conjunto de mídia, ele requer menor tempo para restaurar os dados, oferecendo melhor tempo de recuperação. Todavia, o que inviabiliza o uso diário de backups completos é principalmente o fato de ser uma cópia demorada para ser concluída e exigir muita capacidade de disco ou fita fazendo com que tempo e armazenamento sejam suas principais desvantagens. 

 

Como há um intervalo longo entre os backups, se algo der errado, certamente muitos dados serão perdidos. Nesse caso, é aconselhável fazer backups granulares dos dados entre backups completos e é aí que entram os backups incrementais e diferenciais. Estes últimos são backups “inteligentes” que economizam tempo e espaço em disco, copiando apenas os arquivos alterados. A diferença entre eles está em como fazem e no que resultam. 

 

O backup incremental cópia dados desde o último backup de qualquer tipo, adicionando cópias apenas das alterações mais recentes armazenadas. Por copiar uma quantidade menor de dados, como resultado, o tempo e o espaço de armazenamento necessários para o backup dos dados são reduzidos. Como os backups incrementais são geralmente menores, eles podem ser executados com mais frequência e mais dados são preservados no caso de um desastre. Nesse caso é viável realizar um backup completo semanalmente, juntamente com a execução de backups incrementais diariamente. Contudo eles são conhecidos por demorar mais para restaurar porque as restaurações requerem o último backup completo e cada incremental subsequente, mas ainda assim o backup incremental permite um melhor RPO em comparação com o backup diferencial que falaremos a seguir. 

 

Um backup diferencial por sua vez é um backup cumulativo de todos os arquivos alterados desde o último backup. Em comparação com um backup completo, a vantagem é que a quantidade de dados a serem copiados é consideravelmente menor, o que diminui o gargalo de armazenamento. Por outro lado, para poder restaurar completamente os dados, o último backup completo e o último backup diferencial são necessários, o que logicamente torna a recuperação dos dados mais lenta. Portanto, o backup diferencial é mais lento e ocupa mais espaço de armazenamento do que um backup incremental. 

 

No debate sobre qual estratégia de backup é ideal vale a velha máxima: DEPENDE DAS NECESSIDADES DE CADA ORGANIZAÇÃO. Uma empresa que possui pequenos conjuntos de dados pode optar por fazer backup completo todos os dias tendo um alto nível de proteção sem muitos custos adicionais de espaço de armazenamento. Já para uma grande empresa, com maior volume de dados, executar um backup completo semanal, juntamente com backups incrementais diários ou diferenciais pode ser uma opção melhor. 

 

Portanto, decidir qual tipo de estratégia de backup usar, não é apenas uma questão de qual tipo deve-se utilizar. Considerações como tempo gasto para execução de backup, para restaurações, custos de armazenamento, economia de largura de banda e tempo devem ser colocadas na mesa. Conhecer as características de cada um pode ajudar a decidir qual deles atende às metas da empresa de custo, desempenho e disponibilidade do negócio. O mais comum é que os diferentes tipos de backup sejam combinados entre si. 

 

Referências: 

https://www.tecmundo.com.br/software/210920-backup-fazer-tutorial-completo.htm 

https://olhardigital.com.br/2017/05/23/dicas-e-tutoriais/saiba-qual-e-a-melhor-maneira-de-fazer-backup-dos-seus-dados/ 

https://olhardigital.com.br/2016/12/27/alem-da-infra/backup-e-recuperacao-rapida-e-eficaz-a-melhor-forma-de-proteger-sua-empresa/ 

Compartilhar este Post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on twitter
Logotipo Tecnews.net

Tecnews.NET

A Tecnews possui infraestrutura para suportar as mais variadas situações adversas sem que a prestação do serviço seja impactada, gerando confiança e disponibilidade para seus clientes

Categorias

Gerenciamento Antivírus

Preencha os campos abaixo. Em breve entraremos em contato.

Plano TecMail Zimbra

Preencha os campos abaixo. Em breve entraremos em contato.